segunda-feira, setembro 24, 2007

Os Meus e Vossos (e de Todos) Cúmulos

Muito obrigado pelas vossas sugestões. Este é o resultado, 30 horas depois do meu apelo.

O Cúmulo...
Da força: Dobrar uma esquina
Da organização: Comer sopa de letras e cagar o alfabeto por ordem.
Da paciência: Limpar o cú dum elefante com confettis.
Do egoísmo: Não digo!
Da pontaria: Fazer sexo com uma grávida e acertar no cú do bébé.
Do azar: O bébé ser você.
Do sadismo: matar os pais e ir ao baile do orfanato.
Da elasticidade: pôr um pé na ponte da arrábida, outro na ponte d. luís, e lavar os tomates no Douro.
Da magreza: passar entre as gotas de água em dia de chuva sem se molhar.
Da rapidez: fechar uma gaveta à chave e deixar lá dentro a chave.
Da lentidão: fazer uma maratona sozinho e acabar em segundo lugar.
Da grandeza: um homem ser tão alto ao ponto de comer um iogurte e quando ele chegar ao estômago já estar fora de prazo.
Da estupidez: comer o guardanapo e limpar a boca ao bife.
Do racismo: meter um preto numa sala redonda e manda-lo mijar a um canto.
Da inocência: uma rapariga espremer os peitos por pensar que são borbulhas
Da visão: derrubar um cinturão negro com um golpe de vista
Da velocidade: uma galinha a atravessar a Etiópia
Da preguiça: casar com uma grávida
Da amnésia: não me lembro
Da educação: ao fazer sexo na posição "doggy-style", pedir desculpa por estar de costas
Dos cúmulos: um mudo a telefonar a um surdo a dizer-lhe que um cego viu um paralítico a correr atrás de um careca para lhe arrancar os cabelos.
Dos cúmulos 2: até Jesus cristo foi ao calvário
Da paciência 2: catar pulgas com umas luvas de boxe
Da força 2: coser umas calças com linha de comboio
Da rebeldia: morar sozinho e fugir de casa, e deixar um bilhete a dizer "não volto mais"
Da rapidez: dar uma cagadela do topo de um edifício de 20 andares, descer pelas escadas, chegar cá abaixo apanhar o dito cujo, olhar pra cima e ver as beiras do cu a fechar
Da gordura: acordar e cair para os dois lados da cama
Da estupidez 2: dois carecas andarem à bulha por causa de um pente
Dos cúmulos 3: é quando o "mulo" está a fazer sexo com a "mula" e ela grita: Aí não! Aí é o cú mulo!
Do azar 2: um sujeito cair de costas e partir o pénis
Da estupidez 3: Chegar a um museu de antiguidades e perguntar: Então? que há de novo?
Da paciência: meter um poio numa gaiola e esperar que cante.
Da esperança: Dois paneleiros a comprarem um berço.


Créditos: Carmencita, perdi o jogo cenas azul, takis, patrícia, jony, figueiredo, jekyll, k!ko, desanonimo, rakkel, hugoricardo, Cereal Killer, Thumbelina, uruk riot.

10 comentários:

jekyll disse...

parebens pelo post Luis..



:)

Figueiredo disse...

Isto é que foi uma aCUMULAÇÃO de cúmulos!

ehehehehe ... inventei esta do nada mm agora

Anónimo disse...

Sabem o que é um pénis cavalheiro?

É aquele que se levanta para uma senhora se sentar.

lol

um bocado porca...

Carlos/Hugo

Anónimo disse...

ora bem aki vai outra

o que é que a recepcionista de um Hospital diz a um homem que só tem 59 segundos de vida?????
Só um minuto por favor

Lisander

Anónimo disse...

Porque é que um esqueleto não salta de um precipicio??
Porque não tem tomates para isso


Lisander

Thumbelina disse...

Olá, sou fã do blog há já algum tempo mas só agora tenho um contributo a vosso nível (i hope):

cúmulo da paciência:
meter um poio numa gaiola e esperar que cante.

Keep on!

Anónimo disse...

"fechar uma gaveta e deixar lá dentro a chave"

convém dizer q é fechar uma gaveta à chave lool

Uruk Riot disse...

O cúmulo da esperança:
Dois paneleiros a comprarem um berço.

veronica disse...

cúmulo da rapidez :
correr á volta de uma mesa redonda e enrabar-se a si próprio

Anónimo disse...

O Cumulo dos Gordos : serem tão gordos , tão gordos , que nem sequer conseguem ver os pés :/


O cumulo da sorte e do azar : ser atropelado por uma ambulançia á porta de um hospital